8 de abr de 2015

Rapaz confessa estupro de oito crianças no Paraná


Frio, calculista e destemido. Este é o perfil descrito pela Polícia Civil sobre um estuprador preso em flagrante na tarde de segunda-feira, em Siqueira Campos, após marcar um encontro pela internet com o pai de um garoto de 11 anos, que acreditava ser mais uma de suas vítimas. Ao ser preso, Denis Glauco dos Santos, 25, o ‘Denão’, como era conhecido na comunidade, confessou em depoimento ao delegado Juliano Fonseca o estupro de pelo menos oito crianças na cidade.

De acordo com investigador Fernando Cesar Teixeira, o suspeito estava sendo investigado há quatro meses depois de ter sido detido sob acusação de pedofilia. No início desta semana, depois de flagrar uma mensagem do estuprador enviada ao celular do filho - um menino de 11 anos -, um morador da cidade resolveu agendar um encontro com pedófilo se passando pela criança. Imaginando que estava conversando com o garoto, o suspeito lhe prometeu presentes e marcou um local para o encontro que possivelmente terminaria em mais um estupro. 

Reprodução
Reprodução


Na tarde de segunda-feira, por volta das 13h30, sem desconfiar que estava sendo enganado, Santos foi ao encontro da criança no endereço combinado acreditando que tudo daria certo, e que havia conseguido atrair mais uma vítima para suas fantasias sexuais. No entanto, ao chegar no local, próximo ao Terminal Rodoviário da cidade, o suspeito se deparou com o pai do menino acompanhado por investigadores da Polícia Civil, que lhe deram voz de prisão. Santos desobedeceu à ordem e tentou fugir do cerco policial, mas acabou detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde confessou as acusações.

Conforme o investigador Fernando Teixeira, que comandou os trabalhos chefiados pelo delegado Juliano Fonseca, após a prisão o suspeito se manteve calmo e revelou em detalhes a forma como agia contra as vítimas. "Ele não demonstrou nervosismo em nenhum momento após ser preso, e também não negou as acusações. Muito pelo contrário. Ao ser questionado sobre os crimes ele contou detalhadamente como foi que manteve os atos sexuais com ao menos oito crianças, a maioria meninos. Segundo declarou, primeiro ele aliciava as vítimas pela internet por meio de redes sociais, e depois as prometia presentes em troca de relação sexual. Os atos ocorriam em barracões desocupados na cidade e eram praticados durante o dia para não chamar a atenção dos pais", contou o policial.

No ano passado, Santos havia sido denunciado por uma mãe, após descobrir que o filho havia sido vítima do pedófilo. Entretanto, por falta de provas, o acusado assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado (TC).

O delegado Juliano Fonseca instaurou inquérito e está ouvindo o depoimento das vítimas - que já foram identificadas - e de testemunhas para indiciar Santos em pelo menos dois crimes; pedofilia e estupro de vulnerável.

Apesar de ter confessado os crimes contra oito crianças, o número pode ser maior. Com a prisão do pedófilo, a polícia acredita que novas vítimas poderão aparecer.
Redação: Bonde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente