Patrocinadores

Patrocinadores

27 de jun de 2016

Abertura do Programa de Aquisição de Alimentos





Na ultima quinta-feira (23), na Secretaria Municipal de Educação de Congonhinhas aconteceu a abertura do Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, com o Chefe da regional da SEAB de Cornélio Procópio Ubirajara Fraiz, Prefeito Municipal José Olegário Ribeiro Lopes, Secretária Municipal de Educação Irene de Lourdes Carvalho e os produtores do programa.

Dentre os 390 municípios, somente 160 aderiram ao Programa estando Congonhinhas entre eles, com o empenho e aval do prefeito municipal José Olegário Ribeiro Lopes.

25 de jun de 2016

Nota de Falecimento


É com pesar que a Funerária Renascer comunica:

Faleceu hoje, por volta das 12:00 horas, aos 71 anos de idade, o Sr. DARCI MARIA DA CRUZ, primo do Genorzinho e tio da Rosinha.
Seu corpo está sendo velado na capela mortuária municipal.
A Cerimônia de seu funeral será realizada às onze horas deste domingo e logo em seguida, o seu sepultamento, que ocorrerá no Cemitério Municipal de Congonhinhas.
A família enlutada agradece a todos que se fizerem presentes. 
Informou a Funerária Renascer.

24 de jun de 2016

Nota de Falecimento


É com pesar que a Funerária Renascer comunica:

Faleceu hoje, na cidade de Cornélio Procópio, a recém nascida MARIA IZABEL LIMA DA SILVA, filha do Valdir e da Sonia, bisneta do seu Nequinha.
Seu corpo está sendo velado na capela mortuária municipal.
A Cerimônia de seu funeral será realizada as oito horas e trinta minutos deste sábado, na Igreja Católica e logo em seguida, o seu sepultamento, que ocorrerá no Cemitério Municipal do Patrimônio do Vaz.
A família enlutada agradece a todos que se fizerem presentes.





Informou a Funerária Renascer.






______________________________
Renascer Serviços Funerários Ltda.
Av. Manoel Ribas, 94 - Centro
86.320-000 - Congonhinhas PR.
43-3554.1979 / 43-8492.1979
renascersf@yahoo.com.br
contato@funerariarenascer.com

23 de jun de 2016

Motociclista morre após bater em ônibus escolar

Bonde


Um motociclista de aproximadamente 40 anos, ainda não identificado pelo Instituto Médico Legal (IML), morreu no final da manhã desta quinta-feira (23) após um acidente registrado na PR-160, trecho compreendido entre os municípios de Cornélio Procópio e Leópolis, envolvendo a moto que ele conduzia e um ônibus escolar. A esposa da vítima, Sandra Anastácio Silva, de 35 anos, que viajava na garupa, também ficou ferida. 

De acordo com o soldado Andrade, do Corpo de Bombeiros de Cornélio Procópio, o homem morreu minutos após a colisão. Mesmo assim, socoristas do Siate e Samu encontraram a mulher dele com algumas escoriações e suspeita de fratura em uma das pernas. Ela foi levada para a Santa Casa de Cornélio Procópio, onde passa bem. Uma cirurgia deve ser realizada nas próximas horas. 

A causa do acidente ainda será investigada pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Segundo informações, a batida teria acontecido enquanto o motorista do ônibus fez uma conversão para acessar uma estrada de terra. O motociclista, justamente neste momento, teria tentado uma ultrapassagem.

18 de jun de 2016

Prefeitos vetam aumento para vereadores em cidades do Norte Paranaense


O subsídio de R$ 6,2 mil aprovado pelos vereadores de Jacarezinho (Norte Pioneiro) deve ser vetado pelo prefeito Sérgio Eduardo Emygdio de Faria (DEM), o Dr. Sérgio. Em entrevista à FOLHA, ontem, ele confirmou que o tema tem gerado polêmica na cidade e que deve devolver para a Câmara os dois projetos que fixaram os vencimentos do chefe do poder Executivo, do vice, dos secretários e dos parlamentares no começo da semana que vem. O salário do próximo prefeito, por exemplo, ficou em R$ 14,6 mil – em projeto anterior, descartado agora, o valor era R$ 11 mil. 

Na cidade de Andirá (Norte Pioneiro), o veto também foi adotado pelo prefeito José Ronaldo Xavier (PTB), segurando o reajuste aprovado pela Câmara. Em ambos os casos os vereadores podem derrubar o veto e promulgar as leis, que terão validade a partir de 2017. 
As propostas aprovadas esta semana em Jacarezinho representam mudança de posição dos vereadores, que haviam aprovado o valor de R$ 4,3 mil no mês de agosto do ano passado, depois de intensa pressão popular. Na ocasião, o movimento social começou pequeno, foi se encorpando e ficou conhecido como "gatos pingados". No novo projeto, foi fixado o vencimento de R$ 6,2 mil. De acordo com o prefeito, "a tendência é eu vetar, pois há um interesse público nessa questão e além disso, está causando uma repercussão negativa para a cidade até em nível nacional". Ele havia recebido os projetos da Câmara ontem e tem até 15 dias para devolvê-los à Casa. "Pretendo fazer isso até segunda-feira." Dr. Sérgio discutia os argumentos jurídicos para o veto com a assessoria. 

Segundo o presidente da Câmara, Valdir Pereira Maldonado (PDT), "esse valor de R$ 4,3 mil já foi discutido lá atrás, depois disso os vereadores entraram em consenso sobre o novo projeto e o valor que aprovamos agora – R$ 6,2 mil – tem redução de R$ 600 em relação ao subsídio atual". 

Questionado sobre os motivos do recuo e se não temia uma nova pressão popular, Maldonado afirmou que "a comunidade tem que cobrar de cima para baixo", citando os vencimentos dos deputados estaduais, hoje R$ 25,3 mil. No seu perfil em uma rede social, o Observatório Social Todo o Poder Emana do Povo escreveu que vai buscar "o caminho legal para reverter isso". O grupo organiza pelas redes sociais uma manifestação na Câmara na próxima sessão. Maldonado criticou o movimento. "Pode escrever aí que o observatório está faltando com a verdade com a população ao dizer que haverá segunda votação, já ocorreram a primeira e segunda votação desse projeto. Não vai ter mais segunda votação", encerrando a entrevista. 

Andirá 

A Câmara de Andirá vai discutir, dentro de 30 dias, o veto do prefeito José Ronaldo Xavier (PTB) ao projeto que reajustou os subsídios dos vereadores e do próprio chefe do Executivo. Pela matéria, a próxima legislatura terá ganhos de aproximadamente R$ 4,9 mil, R$ 1 mil reais a mais do que o atual. Para o prefeito, o salário aprovado é de R$ 15 mil. 

A reportagem não teve acesso ao veto nem aos projetos, pois o site da Câmara traz apenas as leis já sancionadas. Segundo o vereador Wagner Luiz Calixto (PSC), vice-presidente do Legislativo, a discussão sobre os salários "é normal, isso é democracia". "E nesse momento de tantos desmandos na política, tudo o que você mexer vira polêmica, mas eu acho que esse subsídio é justo. O vereador precisa ser bem remunerado", defendeu.
Bonde

SPC: cerca de 40% dos brasileiros estão com restrições de crédito



O número de consumidores brasileiros com idade entre 18 e 95 anos que estão inadimplentes e com o nome registrado em serviços de proteção ao crédito chegou, em maio, a 59,25 milhões, o equivalente a 39,91% da população nessa faixa etária. Os dados, divulgados nesta quinta-feira (16), são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). 

De acordo com o indicador, no mês passado, 50 mil pessoas foram inscritas nos cadastros de restrição ao crédito. O aumento, no entanto, foi pequeno em relação ao que ocorreu no mês de abril, quando 500 mil brasileiros tiveram o CPF negativado. 


Entre os adultos de 30 a 39 anos, a proporção inscritos no cadastro de restrição a crédito ultrapassou a metade: 50,32% ou cerca de 17 milhões de consumidores. O cadastro impõe dificuldades para realizar compras a prazo, fazer empréstimos, financiamentos ou obter crédito. 

"Ao longo dos últimos meses, o movimento da inadimplência tem sido influenciado pela contínua piora do cenário econômico, que corrói a renda das famílias, e pela maior restrição ao crédito. Por um lado, essa restrição limita o potencial de endividamento das pessoas, mas, por outro, a queda da renda impõe ao consumidor dificuldades para pagar dívidas e honrar seus compromissos financeiros", disse o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. 

De acordo com a entidade que representa os lojistas, o resultado de maio pode ser visto como uma "estabilização" do número de negativados no país. "Mas ainda é cedo para afirmar que tenha havido reversão da tendência de crescimento da inadimplência que vimos no último ano", disse Pinheiro. 

Segundo a CNDL, os dados atualizados das variações de dívidas e devedores da Região Sudeste não foram considerados na pesquisa devido às dificuldades impostas pela chamada Lei do Aviso de Recebimento (AR), que obriga, no estado de São Paulo, os serviços de proteção de crédito, antes de negativar um CPF, a informar o inadimplente por escrito e comprovar o envio do aviso pelo sistema de AR. 

Os números referentes à região usados no levantamento foram baseados em estimativas anteriores. "Porém, através de cálculos com base em estimativas anteriores, a Região Sudeste foi considerada na estimativa do número absoluto de inadimplentes (59,2 milhões). Sem essa lei, o número real de consumidores inadimplentes em âmbito nacional pode ser ainda maior do que o verificado pelo indicador", destacou a CNDL.
Bonde

17 de jun de 2016

Inicia obras no Hospital Municipal de Congonhinhas



Na tarde desta quinta-feira (16) o prefeito de Congonhinhas, Drº José Olegário, esteve visitando as obras no Hospital Municipal de Congonhinhas,  juntamente com o vice prefeito, Osmarzinho, vereadores Rambinho e Genésio e o secretário de saúde, Marcelo.
 Segundo o secretário, o prazo de entrega do Hospital totalmente reformado será de 180 dias, o valor da obra de aproximadamente 360 mil reais, vai beneficiar toda a população de Congonhinhas.
 Para o prefeito Drº José Olegário está obra é mais uma prova de um trabalho forte e grandes investimentos na saúde municipal.

15 de jun de 2016

Confira os preços dos carros brasileiros sem imposto.



Chevrolet Onix
De acordo com o presidente da Anfavea (associação dos fabricantes de veículos), Luiz Moan, a carga tributária sobre os automóveis no Brasil é de 54,8%. Diante disso, calculamos o preço dos carros mais vendidos no Brasil em cada segmento sem os impostos. O Chevtrolet Onix, líder geral, iria de R$ 38.990 para R$ 17.623




Chevrolet Prisma
O sedã compacto Chevrolet Prisma iria de R$ 45.190 para R$ 20.425


Volkswagen Golf
O hatch médio Volkswagen Golf passaria de R$ 74.590 para R$ 33.714


Toyota Corolla
O Toyota Corolla, sedã médio, baixaria de R$ 68.740 para R$ 31.070





Honda Fit
O monovolume Honda Fit iria de R$ 54.900 para R$ 24.814


Fiat Palio Weekend
A perua Fiat Weekend teria seu preço reduzido de R$ 51.620 para R$ 23.332



Jeep Renegade
O utilitário Jeep Renegade passaria de R$ 68.990 para R$ 31.183



Fiat Strada
A picape compacta Fiat Strada iria de R$ 43.150 para R$ 19.503


Toyota Hilux
A renovada picape Toyota Hilux, que acabou de chegar ao mercado, passaria de R$ 130.960 para R$ 59.193

Fonte: Jornal Estadão - Fevereiro/2016.

14 de jun de 2016

Prefeito Drº José Olegário conquista CRAS para Congonhinhas‏



 Na tarde desta terça-feira (14/06), na Secretaria da Família e Desenvolvimento Social do Estado do Paraná - SEDS, acompanhado do chefe de gabinete do deputado Tiago Amaral, Jonatas Andre Nichele, e da assessora Laura Gomes, o prefeito José Olegário Ribeiro Lopes assinou, com a secretária Fernanda Richa, o convênio para construção do Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, no município de Congonhinhas. O investimento total será de R$ 320 mil com contrapartida da prefeitura municipal.

 A secretária da família e desenvolvimento social, Fernanda Richa, destacou o papel do CRAS como uma porta de entrada para toda família que precisa acessar os serviços de assistência social. O CRAS tem por objetivo ser um instrumento para identificação de vulnerabilidade social e articulação de serviços de atenção às necessidades das famílias do município.

Prefeito Drº José Olegário juntamente com Dep. Tiago Amaral consegue prorrogação de maquinário para obras no município






Na manhã desta terça-feira (14/06), em audiência na Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento - Seab Paraná, o prefeito José Olegário Ribeiro Lopes, acompanhado do deputado estadual Tiago Amaral, solicitou a prorrogação do prazo de cessão de equipamentos que realizam obras no município. Cedidos temporariamente pela Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná - Codapar, os veículos estão sendo utilizados para a terraplanagem de uma área onde será construído um complexo industrial da atividade de avicultura e o prazo de cessão seria finalizado neste mês de junho. Devido a necessidade e a importância dos equipamentos para a conclusão das obras, o secretário Norberto Anacleto Ortigara afirmou que os veículos continuarão auxiliando no município e, para isso, prorrogou o prazo da cessão até o mês de dezembro.

Com a finalização das obras, que incluem quatro incubadoras e uma fábrica de ração, Congonhinhas será um dos maiores produtores de ovos férteis do Paraná. A produção diária estimada é de mais de 400 mil ovos, que serão exportados para a Arábia Saudita e Emirados Árabes. O complexo industrial vai gerar aproximadamente 200 empregos diretos.

O prefeito José Olegário Ribeiro destaca que o investimento no complexo industrial está mudando a realidade do município. "Além dos empregos gerados pela avícola, com a instalação dessa indústria em nossa cidade será triplicada a arrecadação de ICMS pelo município. Com isso, teremos mais recursos disponíveis e continuaremos atraindo mais empresas para desenvolver Congonhinhas", finalizou.

13 de jun de 2016

Veículo colide com moto no centro de Congonhinhas

Na manha desta segunda-feira (13) por volta das 8h00m aconteceu na avenida 20 de março, um acidente envolvendo uma moto Honda/Titan com uma Volkswagen/Parati  ambos moradores da cidade de Congonhinhas.
 Não foram apuradas as causas do acidente, mais segundo informações o veículo que trafegava pela Avenida Manoel Antonio de Paiva teria invadido a 20 de março e colidindo com a motocicleta.
 O condutor foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Congonhinhas.

11 de jun de 2016

Deputado Federal João Arruda visita Congonhinhas e prefeito solicita investimentos







Na tarde de sábado (11) o prefeito Drº José Olegário recebeu a visita do Deputado Federal João Arruda, o qual disse que não tinha visitado o município ainda pois devido ao processo de impeachment ficou muito difícil de sair de brasília, e que neste fim de semana estava visitando vários municípios do norte paranaense.
 O prefeito de Congonhinhas Drº José Olegário fez juntamente com secretários e vereadores alguns pedidos de emendas e liberação de recursos para o município.
 João Arruda informou que nesta próxima semana já estará indo em buscas de mais recursos para Congonhinhas.

9 de jun de 2016

Prefeitura de Congonhinhas inicia calçamento da estrada do Vaz






 O Prefeito Drº José Olegário juntamento com os vereadores Renatinho e Rambinho estiveram visitando o início das obras do calçamento da estrada municipal que liga a cidade de Congonhinhas até o patrimônio do Vaz, serão 6 km de calçamento, trazendo muitos benefícios para toda a comunidade, melhor acesso até o patrimônio, o deslocamento do transporte de alunos e o escoamento da produção agrícola.
 O Município de Congonhinhas tem mais de mil km de estradas rurais, sendo um dos maiores município no norte parananense.

8 de jun de 2016

Cornélio batalha para receber Série D



Cornélio Procópio - O PSTC terminou o Campeonato Paranaense em 4º lugar, posição que lhe permitiu acesso à Série D do Campeonato Brasileiro. A cidade já estava se mobilizando para o início da nova competição, quando uma notícia deixou os torcedores desanimados. No sábado, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou que o Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio, onde o PSTC manda os jogos, não está apto a receber os jogos da competição nacional, e por isso as três primeiras partidas devem ocorrer no Estádio do Café, em Londrina. O principal questionamento seria em relação à capacidade máxima do estádio, que atualmente é de aproximadamente 2,3 mil pessoas, e o mínimo recomendado pelo órgão seria 5 mil para as fases finais. 
Conforme a assessoria de imprensa do PSTC, o clube está mobilizado para que apenas o primeiro jogo, no dia 12 de junho, aconteça em Londrina, e os demais em Cornélio Procópio. A Prefeitura de Cornélio Procópio informou, em nota, que realizou as reformas necessárias e cumpriu todas as medidas para que os jogos fossem realizados na cidade, porém, um problema com a liberação do laudo oficial do Corpo de Bombeiros atrapalhou o trâmite com a CBF. "Determinou-se total empenho de toda a equipe para que faça tudo o que for necessário para reverter a situação", diz a nota da assessoria de imprensa da prefeitura. Apesar do entrave, prefeitura e PSTC acreditam que os jogos seguintes possam ser realizados no estádio de Cornélio Procópio. 

TORCIDAS
"No domingo de jogo, meu garoto levantava cedo, colocava uma roupa com as cores do PSTC, uma chuteira e ficava o dia todo perguntando quando iria começar a partida. Após o almoço, eu, ele e meu sogro seguíamos para a concentração, em uma oficina próxima ao estádio. Ensaiávamos as músicas com a bateria da torcida organizada, para fazer bonito na arquibancada. Quando começava o jogo era uma festa. O menino só faltava chorar quando saia um gol", conta o pedreiro Fábio Meleiro. Ele, o filho Raí Gabriel, de 7 anos, e o sogro Valdemir Batista fazem parte da torcida organizada do PSTC em Cornélio Procópio, Mancha Azul. "Meu filho sabe o nome de todos os jogadores do PSTC. Antes nós só víamos futebol pela televisão, agora podemos ver partidas de alto nível no estádio da nossa cidade. São acontecimentos que ficam marcados na vida dos pequenos para sempre", avalia Meleiro. 
A vinda de um time de futebol profissional mudou a rotina da cidade. Com uma das maiores lotações de estádio, em termos proporcionais, do Campeonato Paranaense 2016, o PSTC foi literalmente abraçado pelos moradores. "Por ser estreante na Primeira Divisão, ninguém imaginava que o time fosse tão bem. O bom desempenho trouxe famílias com crianças para as arquibancadas. Foi bonito, era a nossa maior diversão dos fins de semana", fala o vice-presidente da Mancha Azul, o comerciante André Lima. A torcida existe desde 2013, com sede no Jardim Pérola, que congrega mais de 40 filiados pagantes. "Nos dias de jogos, reuníamos mais de cem nas concentrações". Além da Mancha Azul, uma outra torcida organizada do PSTC se formou na cidade, a Leões da Rocinha. 

MOVIMENTAÇÃO
Apesar do PSTC não estar alojado em Cornélio Procópio (o Centro de Treinamento funciona em Uraí), a cidade já obteve algumas vantagens econômicas por sediar os jogos. Uma loja de artigos esportivos, por exemplo, vendeu mais de 300 camisetas do PSTC, a R$ 90 cada, entre março e abril. "Na final do campeonato faltou produto, tivemos que encomendar mais", conta o vendedor Alison Barbosa. Segundo ele, os torcedores voltaram a procurar a camisa com a expectativa do início da Série D. "Espero que o time se mantenha, e fique mesmo na cidade. Para nós foi muito bom", revela. 
Em uma pizzaria, localizada na região central, o movimento em dia de partida chegava a 30% acima do normal para fins de semana. "Nos preparávamos quando havia jogo. Vinha gente da região, e todo mundo come alguma coisa quando sai do estádio", conta o pizzaiolo Fernando Gonçalves. 
Para Luís Carlos Lopes, gerente do hotel onde ficavam hospedadas as equipes adversárias do PSTC, eventos esportivos movimentam a economia da cidade. "O Brasil não teve um ano bom em 2015, então uma competição que hospeda pelo menos 25 pessoas de uma equipe no nosso hotel, é sempre algo muito positivo. Fora os torcedores do Atlético, do Coritiba, que vinham acompanhar as partidas. Esperamos que o PSTC cresça e continue levando o nome da cidade para todo o País", diz Lopes. 
A campanha motivou até a criação de uma escola municipal de futebol, que tem atraído muitos jovens. "A onda PSTC ajudou a fomentar o esporte na cidade, o que é algo muito saudável. Com esse destaque, temos força para captar mais recursos para projetos esportivos", complementa o secretário municipal de Esportes, Júlio César Sales.

Rubia Pimenta
Especial para a FOLHA

Governo Temmer tem 28% de reprovação, aponta pesquisa

Imagem: Época

Uma pesquisa encomendada pela CNT/MDA divulgada hoje (8) indica que 11,3% dos brasileiros avaliam positivamente e 28% negativamente o governo interino do presidente Michel Temer. Para 30,2% dos entrevistados, o atual governo é regular, enquanto 30,5% dizem não saber opinar. 

No que se refere ao desempenho pessoal do presidente, 40,4% desaprovam, e 33,8% aprovam. Na comparação entre os governos Temer e Dilma Rousseff, 54,8% dos entrevistados disseram que os governos estão iguais e que não percebem nenhuma mudança no país desde que Temer assumiu interinamente o governo. Para 20,1%, o atual governo está melhor do que o anterior, enquanto 14,9% o consideram pior. 

A pesquisa revela que 46,6% dos brasileiros acreditam que a corrupção no governo Temer será igual à ocorrida no governo Dilma. Ainda segundo a CNT, 28,3% acreditam que ela será menor; enquanto 18,6% avaliam que será ainda maior. 

A CNT perguntou o que o brasileiro pensa em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff: 62,4% dos entrevistados consideram correta a decisão pelo afastamento e 33% avaliam como um erro. Enquanto 61,5% dizem que o processo foi legítimo, 33,3% avaliam que foi ilegítimo. Para 68,2%, Dilma será cassada e Temer permanecerá no cargo, 25,3% acreditam que Dilma reassumirá o cargo. 

Apesar de o impeachment ter sido motivado pelos atrasos nos repasses a bancos públicos para pagamento de benefício sociais feitos pelo governo Dilma, por meio das chamadas pedaladas fiscais, 44,1% dos entrevistados dizem que o motivo do afastamento é a corrupção no governo federal; e 37,3% dizem que o motivo é a tentativa de obstrução da Lava Jato. Apenas 33,2% citam as pedaladas fiscais como o motivo. 

A pesquisa revela que 89,3% das pessoas dizem ter acompanhado ou ter ouvido falar da Lava Jato. Deste total, 66,9% consideram Dilma culpada pela corrupção que está sendo investigada (o que corresponde a 59,7% da população). Também dentro do percentual de pessoas que se disseram informadas sobre a Lava Jato, 71,4% acreditam que o ex-presidente Lula é culpado (o que corresponde a 63,7% do total de pessoas pesquisadas). 

A democracia brasileira sairá fortalecida do processo de impeachment, segundo 45,6% dos entrevistados. Já 34,3% avaliam que a democracia sairá enfraquecida. A antecipação das eleições de 2018 para este ano é bem vista por 50,3% dos brasileiros, 46,1% discordam. 

No que se refere às ações consideradas prioritárias pela população brasileira, 57% acreditam que o mais importante é gerar empregos. Em segundo lugar está a melhoria da saúde, que deve ser prioridade em termos de ações governamentais para 41,4% dos entrevistados. O combate à corrupção é o que deve ser priorizado, segundo 30,6% das pessoas consultadas pela pesquisa. A melhoria dos resultados da economia é prioridade para 24,7%; e a redução de gastos do governo, para 15,5%. Em seguida vem a melhoria da segurança (14,8%) e as reformas necessárias ao Estado (prioridade para 6,8%). 

A CNT avaliou também os governos estaduais e municipais. Segundo a pesquisa, 3,6% dos brasileiros avaliam como ótimo o seu governador; 22,9% consideram-no bom e 34,7% avaliam o governador de seu estado como regular. Para 17,2%, o governador é ruim e para 17,7% ele é péssimo. No âmbito municipal, 4,2% avaliam o prefeito de sua cidade como ótimo; 22,4% como bom; 25,8% como regular; 15,4% como ruim; e 29,8% como péssimo. 

O levantamento buscou identificar também as expectativas da população para os próximos seis meses, relativas a emprego, renda, saúde, educação e segurança pública. Para 27,2% da população, os empregos vão melhorar nos próximos seis meses; 33,4% acreditam que a situação vai piorar; e 37,5% acreditam que a situação permanecerá igual. Em relação à renda mensal, 19,8% acreditam que a renda vai aumentar no próximo semestre, enquanto 26,4% acha que a renda vai diminuir; e 51,1% acredita que ficará igual. 

Para 20,4% da população, a saúde registrará melhora nos próximos seis meses. O número é menor do que os que acreditam que vai piorar (36,6%) e dos que creem que ficará igual (41,3%). A educação deverá melhorar ao longo do mesmo período, de acordo com a expectativa de 20,7% dos entrevistados, mas piorará, segundo 32,5%; e ficará igual, segundo 45% dos consultados para a pesquisa. Perguntados sobre como acreditam que a segurança pública estará daqui a seis meses, 19,3% disseram que ela estará melhor, 38,8% acreditam que vai piorar e 40,2% que ficará igual. 

A pesquisa CNT/MDA ouviu 2002 pessoas em 137 municípios de 25 unidades federativas entre os dias 2 e 5 de junho. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.

Agência Brasil

Comente