10 de ago de 2013

Embriaguez ao volante, acidente, perseguição, resistência e prisão na área central de C. Procópio


Em Cornélio Procópio, o que era uma situação de acidente se transformou em uma complicada ocorrência policial no final da tarde se sexta feira (9), que culminou na prisão de um perigoso meliante.
A ocorrência começou por volta das 17h40 na área central da cidade, quando homens do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência do Corpo de Bombeiros (SIATE), foram acionados para prestarem socorro a três vítimas de acidente na esquina entre as ruas Benjamim Constant e Ceará, nos arredores da Igreja Perpétuo Socorro, onde o condutor de um veículo VW/Gol tentou atropelar um cachorro, segundo testemunhas que presenciaram o fato e acabou colidindo com um motociclista.
O carro ainda arrastou a moto por uns dez metros e só parou após se chocar contra uma árvore na calçada.
De acordo com o SD Cineu que atendeu a ocorrência juntamente com os companheiros do SIATE, rapaz que estava ao lado do motorista no carro, de nome Claudinei Correia Santos, aparentando 35 anos de idade, apresentava evidentes sinais de embriagues e sofreu escoriações na região da testa. Claudinei teria tentado se evadir do local, mas foi contido por populares
A segunda vítima, uma garota de nome Mary, 25, que estava na garupa da motoHonda Titan, sofreu uma contusão na perna direita sem gravidade.
O condutor da moto e terceira vítima, identificado como José Carlos, marido de Mary, saiu correndo atrás do motorista do carro que se evadiu e foi encontrado em uma rua próxima procurando o condutor que provocou o acidente, sendo posteriormente atendido pelos socorristas por apresentar dores nas costas.
As três vítimas foram conduzidas ao pronto socorro da Santa Casa e a Polícia Militar assumiu o caso.
De acordo com o SD Bacaroglo, os PMs acompanhavam um acidente simples no cruzamento da Avenida XV de Novembro com a Rua Portugal, onde o SAMU já prestava atendimento quando foram acionados para atenderem a esta situação e ao se deslocarem para o local, ficaram surpresos com o carro sobre a moto colidido contra a árvore na calçada.
A poucos metro dali, um policial militar que havia saído do serviço horas antes e acompanhava a ocorrência pelo seu rádio de comunicação, ouviu todos os detalhes da situação se deparou com o motorista do carro andando pela região do antigo “saravazão”, na Vila São Pedro.
O PM de folga deu voz de prisão ao meliante de nome Antônio MarcosPacheco e chamou a equipe policial. Pacheco resistiu a abordagem, mas logo foi contido e  colocado no “camburão” da viatura da policial enquanto as vítimas eram encaminhadas para o hospital.
Ao checarem a ficha criminal de Pacheco, os PMs verificaram que havia vários registros de passagens pela polícia por crimes praticados por ele, como homicídio, furto, roubo, tráfico, além de não possuir carteira de habilitação e estar embriagado, conforme comprovado pelo exame do bafômetro realizado posteriormente.
Pacheco também foi levado ao hospital depois de reclamar de fortes dores na coluna e após serem medicados, o condutor do carro e o passageiro, que é o verdadeiro dono do automóvel, receberam voz de prisão e foram encaminhados a 11º SDP. No caminho para a delegacia, os melaiantes se desentenderam e quase entraram em vias de fato, sendo contidos pelo policiais.
Na delegacia, Claudinei chegou ao cúmulo de dizer que não estava no carro e não estava envolvido no acidente, pois o veículo estava parado e sem gasolina em sua casa, afirmando que não sabia o que estava acontecendo e que era morador de Sertaneja.
Pacheco foi acusado por cinco crimes, sendo eles: omissão de socorro, dirigir sem CNH, conduzir veículo embriagado, fuga, desobediência e resistência à prisão, visto que foi necessário o uso de algemas e força moderada para detê-lo.
Caso a Justiça leve tudo isto em consideração, agravado pelos crimes anteriores, Pacheco deverá ficar bom tempo na prisão, acreditam os policiais.
Anuncifácil 

Comente