22 de jul de 2015

Dinheiro desviado da Petrobras pode tirar 10 milhões da miséria ou ampliar em 5 vezes o investimento na saúde!


Ao Correio do Estado de Campo Grande (MS), o procurador Deltan Dallagnol estimou que os prejuízos com a corrupção da Petrobras – investigado pela Operação Lava Jato – já atingem R$ 6 bilhões e com esse valor, por exemplo, daria para tirar 10 milhões de pessoas da miséria ou ampliar em cinco vezes os investimentos na saúde.
Na capital do Mato Grosso do Sul, Dallagnol lançou o projeto “10 medidas contra a corrupção”. “A corrupção é difícil de descobrir, os envolvidos fazem um pacto, é difícil de comprovar, pois não deixam pistas”, disse ao acentuar que pessoa que tem esse tipo de conduta “não tem barreira ética”. O procurador lamentou também o fato da lei favorecer a prática da corrupção.
Um dos principais envolvidos na elaboração das 10 medidas contra a corrupção, Deltan Dallagnol está colhendo assinaturas pelo Brasil para que as medidas se tornem um projeto de lei para ser enviado ao Congresso Nacional. 


Confira as 10 medidas:
1) Investimento em prevenção à corrupção e transparência; 
2) Criminalização do enriquecimento ilícito de agente público e proteção à fonte de informação; 
3) Aumento da pena e crime hediondo para corrupção de altos valores; 
4) Aperfeiçoamento no sistema recursal penal; 
5) Celeridade nas ações de improbidade administrativa; 
6) Reforma do sistema de prescrição penal contra a impunidade e a corrupção; 
7) Ajustes nas nulidades penais; 
8) Responsabilização dos partidos políticos e criminalização do “caixa 2”; 
9) Prisão preventiva para assegurar a devolução do dinheiro desviado e 
10) Medidas para recuperação do lucro derivado do crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente